Terça-feira, 8 de Maio de 2007

Rosas da calçada

 
Rosas da calçada
( dedicado )
 
 
Destas calçadas
já não sobra calcário
Nem seixos ou areia
 
Já não ecoam saltos
Tão pouco...
tacões cardados e gastos
 
Nestas calçadas...
apenas pálidas pétalas
Sobras de Rosas perdidas
 
Desgostos...
de almas amarradas
De vidas rendidas
 
 
Jorge Assunção
2007 / 05 / 07
publicado por Jorge dAlfange às 22:26
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Cecília Rodrigues a 16 de Junho de 2008 às 19:49
Querido Jorge ...há quanto tempo não é mesmo?
Obrigada pelas palavras deixadas em meu ( nosso ) site , afinal também fazes arte dele , e muito bem ...

Parabéns por tua poesia e sempre com amizade me despeço..
Cecília


De Sindarin a 12 de Julho de 2007 às 21:05
Desculpa voltar "à carga" mas lendo a tua resposta devo dizer-te k mto do k se publica neste país é pura perda de tempo. Quanto a mim existem aqui neste nosso mundo grandes valores k fariam empalidecer mtas "grandes figurinhas" da nossa praça! Mil beijinhos.


De Sindarin a 12 de Julho de 2007 às 21:02
Olá amigo! Obrigado pelas bonitas palavras. Um beijinho.


De Sindarin a 21 de Junho de 2007 às 17:49
Olá meu bom amigo! É sempre uma honra e um prazer imenso receber um comentário teu. Muito obrigada pela amizade. Um beijinho.


De Jorge dAlfange a 5 de Junho de 2007 às 15:31
Andréa, minha Amiga, sua simpatia extravasa além fronteiras, :-) jokas


De Andréa Motta a 2 de Junho de 2007 às 12:14
Jorge,

Saudades de você e da tua poesia, triste e doce!
teu blog está muito bom!!
beijos com carinho.


De Jorge dAlfange a 17 de Maio de 2007 às 20:26
Sindarin, amigo eu sei ser, mas vou avisando que sou também " lobo solitário " :-) volta na volta desapareço para introspecção. Quanto aos textos agradeço a tua bondade e simpatia, se fossem tão bons assim, já deveria ter sido convidado para editar ;) jokas, Amiga e rápidas melhoras.


De Sindarin a 17 de Maio de 2007 às 16:13
Olá amigo! E o que dizer a tanta delicadeza e gentileza, a tamanha prova de amizade sincera. Aos teus poemas duma beleza ímpar nem sequer teço qualquer reparo pois são superiores a tudo. Um grande beijinho e um grande abraço. Obrigado pelo carinho.


De Jorge Bond a 13 de Maio de 2007 às 19:03
Obrigado Sandra pelo comentário e convite :)


De aspalavrasnuncatedirei a 12 de Maio de 2007 às 23:38
Olá Jorge!
Gosto muito do teu blog, gosto muito de poesia. Acho que é uma das formas mais sublimes de escrita.
Visita-me: aspalavrasnuncatedirei.blogs.sapo.pt


Comentar post

.mais sobre mim

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Vagueando ao vento...

. De vão em vão...

. Que te incomoda isso??

. Nesta dor que sinto...

. Ode ao Mar...

. Páscoa feliz

. Break time...

. Rosas da calçada

. Sindarin

. April 25... ?

.arquivos

. Junho 2011

. Outubro 2010

. Junho 2008

. Março 2008

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

.tags

. fotos

. poesia

. santarém

. santarem

. todas as tags

.SCAL-TUGA

SCALTUGA.gif
blogs SAPO

.subscrever feeds