Segunda-feira, 19 de Abril de 2004

Foi o limite.



Olá,
enfim cheguei,
Hoje foi demais,
Beijas-me,
afagas-me o cabelo,
calas-me as palavras
com silêncio,
com beijos,
queres possuir
minha mente,
meu olhar,
minha atenção.
Erradias
alegria e paixão.
Queres estar
dentro de mim,
arder, amar-me
aqui e agora,
deitar-me no chão
e explodires
em caricias,
tomar-me,
tomar-te.
Queres ser eu,
ver o meu outro.
Queres esquecer-me,
por instantes.
Amar-me, foi o limite.


Jorge Assunção

Postado inicialmente em Shrine of Hypnos
publicado por Jorge dAlfange às 12:37
link do post | comentar | favorito
|
30 comentários:
De marilia a 19 de Abril de 2004 às 13:22
onde estão os limites. não há barreiras definidas. beijinho *


De Adryka a 19 de Abril de 2004 às 13:22
Como sempre adorei o teu poema é muito lindo...
Os meus parabens.
Um beijo


De Andra Motta a 19 de Abril de 2004 às 13:29
pelo texto, imagens sensuais e muito criativas. Gostei.:) Beijo. Andréa.


De Andra a 19 de Abril de 2004 às 13:30
Eu, e esta minha mania de pensar mais rápido que os dedos.. Onde se lê pelo, leia-se Belo. Andréa.


De jorgebond a 19 de Abril de 2004 às 14:29
Marília, sabes? tens razão, o limite aki está no amor sem limites, bjokas.


De jorgebond a 19 de Abril de 2004 às 14:30
Adriyka, bigadux, jinhos.


De jorgebond a 19 de Abril de 2004 às 14:31
Andréa, obrigado amiga, jokas.


De viviane a 19 de Abril de 2004 às 18:09
Oi Jorge, como sabes estivemos fora, vim ao Tou no Top e fiquei rasgada de todo. Eu já conhecia alguns dos poemas, mas estive a ler tudo e posso te dizer que estás o máximo, parabéns fofo, é pena que não tenhas tempo para mais. Continua e força nessa onda, estamos contigo, beijinhos, Viviane.


De viviane a 19 de Abril de 2004 às 18:24
Só mais uma nota. Li aí para baixo dois ou três comentários, onde duvidam da autoria dos teus poemas, eu respondo: Se não conhecem o Jorge Assunção, como podem duvidar do que ele escreve? Pois eu conheço-o desde 1980, sim há vinte e quatro anos e garanto, que ele tem capacidade, para muito mais do que ele próprio consegue mostrar, mais, nem imaginam as reais qualidades dele, e estou admiradíssima, de ele estar a revelar tanto pormenor da sua vida pessoal. Jorge é uma grande vitória para ti, acredita! Mais uma vez beijinhos e força. Viviane.


De jorgebond a 19 de Abril de 2004 às 18:37
Viviane, obrigado p'los comentários e p'lo apoio, em relação ás dúvidas que citaste, não creio que sejam de má índole, as pessoas apenas não leram tudo o que escrevo com atenção, quando forem aos outros blogs que tenho, chegam lá e irão perceber. Beijos e abraços ao Xicharro, espero por artigos dele no Prepúcio.jokas.


Comentar post

.mais sobre mim

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Vagueando ao vento...

. De vão em vão...

. Que te incomoda isso??

. Nesta dor que sinto...

. Ode ao Mar...

. Páscoa feliz

. Break time...

. Rosas da calçada

. Sindarin

. April 25... ?

.arquivos

. Junho 2011

. Outubro 2010

. Junho 2008

. Março 2008

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

.tags

. fotos

. poesia

. santarém

. santarem

. todas as tags

.SCAL-TUGA

SCALTUGA.gif
blogs SAPO

.subscrever feeds