Quinta-feira, 27 de Julho de 2006

Dona do Mar...

 

 

Dona do Mar...


Teus cabelos louros...
São redes lançadas
Onde me colhes

Teus doces lábios...
Sopram as ondas
Que me vão banhar

Teus olhos são...
Lampadas do farol
Que ilumina a enseada

Teus seios...
Velas enfunadas
Abertas ao vento

Tuas mãos...
Amarras fortes
Que seguram meus cais

Teu ventre...
Porão que abriga
O nosso Amor!


Jorge Assunção
2006/05/26

Dedicado ao meu pastelinho de nata  :)

sinto-me:
publicado por Jorge dAlfange às 13:18
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Julho de 2006

Você não sabe...

Você não sabe...



Você não sabe...
Quanto doi
bater em cada porta
que permanece fechada

Você não sabe...
Quanto sofrer causa
querer segurar
uma mão que não abre

Você não sabe...
Quanto magoa
olhar nuns olhos
que teimam em fechar

Você não sabe...
Quanto doi
um coração vazio
de tanto se apertar

Você não sabe...
Quanto choro
vai rolar...
Sempre que regresso
de mãos a abanar

Simplesmente...
Você não sabe !


Jorge Assunção
2006/07/25

publicado por Jorge dAlfange às 15:34
link do post | comentar | favorito
|

Farol...

Farol...

Algo ou alguém,
terá de nos indicar
o caminho de volta.

De noite...
no escuro...
ou com nevoeiro cerrado!


Jorge Assunção
2004 / 04 / 07
in Abstracto Concreto - Comments

publicado por Jorge dAlfange às 12:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 22 de Julho de 2006

Sobre estas pedras...

 


Caminhei errante
sobre calçadas,
desnudas de gente.
Escutei sobre o silêncio
de meu pensamento...
Este som que me aturdiu
de rompante.

Calara-se a noite
para me ouvir pensar
Abriram-se vielas
para me ver passar.
Continuei vagueando
em histórias...
perdidas no tempo.
Como se o vazio
do espaço quisesse encontrar.

Errante escutava
esta nobre calçada...
Pejada de rumores
para sempre calados.
De saberes e graças boas
ou mal aventuradas...
Das gentes que outrora
a caminharam.

Calara-se a noite
para me ouvir pensar...
Abriram-se vielas
para me ver passar.
Errante, segui...
meus passos na noite.
Sobre esta calçada viva.
Sobre estas pedras...
que eram a minha própria vida.


Jorge Assunção
2004 / 04 / 17
In D'Alfange

publicado por Jorge dAlfange às 11:46
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Julho de 2006

Este doce Oceano...




Fantástico...
este revolto...
mas doce Oceano
que me trazes

Espuma...
frescura de beijos
carícias, afagos...
salgada Paixão

Murmúrios...
revolto marulhar
de enlaces...
quase perfeitos


Jorge Assunção
2006/06/11

 

publicado por Jorge dAlfange às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sinto-me... vazio

Sinto-me vazio.

Sinto-me vazio...
não de amigos,
não de pessoas,
não de sentimentos.

Sinto-me vazio...
não de palavras,
não de ideias,
não de dor.

Sinto-me vazio...
não de amor,
não de carinho,
nem de raiva.

Sinto-me vazio...
não de ar,
não de sangue,
não de carne,
não de água,
não de fome.

Hoje, simplesmente...
Sinto-me vazio!

Jorge Assunção
in Tou no Top - 2004/03/30

 

publicado por Jorge dAlfange às 21:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Julho de 2006

Mãos frágeis...

Dedos ágeis
esborratando grafite,
criando luz e contornos.
Moldando teu rosto,
teus olhos frágeis.
 
Dedos estalagtite
pendendo de mãos tornos.
Retocando lábios
dessa doce boca
que os meus já amaram.
 
Mãos armários
que teus beijos guardaram
Teu corpo e sexo
em êxtase acariciaram
Mãos laboriosas
...mas tão frágeis!
 
 
Jorge Assunção
2005 / 02 / 22
publicado por Jorge dAlfange às 15:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Vagueando ao vento...

. De vão em vão...

. Que te incomoda isso??

. Nesta dor que sinto...

. Ode ao Mar...

. Páscoa feliz

. Break time...

. Rosas da calçada

. Sindarin

. April 25... ?

.arquivos

. Junho 2011

. Outubro 2010

. Junho 2008

. Março 2008

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

.tags

. fotos

. poesia

. santarém

. santarem

. todas as tags

.SCAL-TUGA

SCALTUGA.gif
blogs SAPO

.subscrever feeds